Critica - Noturno (The Strain)

9:47:00 PM

Autores: Guillermo Del Toro e Chuck Hogan
Lançamento: 2009
Editora: Rocco

Noturno é um livro audacioso. Aproveita um conceito antigo e recorrente na literatura mundial, depois de tantas abordagens diferentes, e remodela o tema de uma forma inusitada e bem vinda, eu diria.
Estamos falando da criatura mais conhecida e popular da literatura mundial, do cinema e das HQs, os vampiros. E aproveitando a repentina explosão dos vampiros na literatura, mas especificamente a Saga Crepúsculo, este livro vem com uma abordagem mais crua e cética sobre o tema, um outro ãngulo de visão para essas criaturas que ainda habitam e, com certeza, ainda habitarão, nossa imaginação por um bom tempo.
Longe de tratar os vampiros como seres elegantes, sedutores e bonzinhos das histórias mais romanticas, os autores do livro, Del Toro e Hogan, retratam as criaturas como seres asquerosos, nojentos e, basicamente, instintivos. Para quem espera encontrar romance, casais apaixonados, amores proibidos e atos heróicos neste livro, está lendo a crítica errada. Noturno é um livro do gênero terror e aborda os instintos mais básicos da sobrevivência, humana e vampírica.
A trama envolve descrições precisas e interessantes sobre a anatomia do ser humano e a de um vampiro, pois aqui eles são tratados como uma infecção biológica que se espalha pela mordida e acaba transformando a pessoa alimentada em um vampiro, governado por seus instintos de sobrevivência e sua sede de sangue, a qual também recebe uma explicação interessante no decorrer da história. É detalhada também a forma como se alimentam e porque de suas condições físicas e mentais, além do doloroso processo de transformação.
A história tem inicio há algum tempo atrás e recorre a um tom mais brando e digno de um contador de histórias para contar como surgiu a lenda, e é assim que nós somos apresentados ao universo dos vampiros e sua estranheza peculiar, para depois aterrisarmos em Nova York., onde um vôo internacional pousa sob condições estranhas no aeroporto JFK e chama a atenção das autoridades.
O personagem principal é o médico Ephraim Goodwheather especialista em epidemias que se depara com uma provável situação de terrorismo biológico ou o surgimento de alguma nova doença e tem de descobrir o que está acontecendo e impedir tudo antes que o pior aconteça. A partir dai o ritmo assume a urgência e rapides de uma caçada humana.
Feito com o claro intuito de virar roteiro de um filme futuramente (dirigido pelo próprio Del Toro), a história segue a cartilha de um thriller de terror e suspense, onde há o sentido de urgência, descobertas impactantes e a predileção pela ação ao aprofundamento das personagens, que muitas vezes parecem pouco profundos e mal explorados pela história. Mas é importante lembrar também que isso não é uma situação definitiva, a final de contas trata-se do primeiro livro de uma trilogia entitulada: “The Strain Trilogy” (Trilogia da Escuridão), então há ainda espaço para aprofundamento dos personagens e da própria história, que ainda guarda alguns segredos dos leitores.
Noturno é decididamente um livro indicado a quem gosta de uma boa leitura, é uma história que prende e que trata com respeito a criatura e também o criador (logo no inicio da história percebe-se a inteligente homenagem ao criador dos vampiros) e que oferece divertimento para boas horas de leitura, além de ter as assinaturas de um dos maiores diretores e contadores de histórias da nossa atualidade, o diretor mexicano Guillermo Del Toro (nome que não deve ser negligenciado quando se trata deste gênero) e do autor norte-americano Chuck Hogan, também experiente, autor de vários títulos e ganhador do prêmio Hammett em 2005. Decididamente os Vampiros estão em alta novamente.

Alguns Links:
Site Oficial - Brasil
Abraços

Você também vai gostar de...

0 comments

Deixe aqui seu comentário e, se quiser, assine nosso Feed para receber as publicações do "The Reader" em seu e-mail.