Crítica - O Herege

9:44:00 PM

Ano: 2004
Editora: Record
Autor: Bernard Cornwell

A Guerra dos Cem Anos foi o período mais conturbado da história entre a França e a Inglaterra. Um período de muitas batalhas e disputas entre os anos de 1337 e 1453. Muitos acreditam que a duração tão longa deste conflito se deu pelo grande poderio Inglês de um lado e a incansável resistencia francesa do outro. E é nesse cenário de guerras e conflitos que se desenvolve a história de Thomas de Hookton, um arqueiro inglês, filho de um padre e exímio no manuseio do arco longo, a arma que deu aos inglêses seu grande poderio militar.



O Herege é o ultimo livro da trilogia “A busca do Graal”, de Bernard Cornwell, iniciada com “O Arqueiro” e continuada em “O Andarilho”. Nele Thomas continua sua cruzada em busca do homem que matou seu pai e destruiu sua vila. De posse do diario de seu pai e acompanhado por seus amigos ele toma um forte inimigo e o usa como base para suas expedições em busca de pistas sobre a família Vexille, supostamente a guardiã do cálice sagrado, o qual ele mesmo acredita não existir.
Escrita de forma cuidadosa e bem trabalhada, a história mergulha o leitor em um mundo cheio de intrigas, jogos de poder, ambições, loucura e batalhas históricas, estas descritas com riquesa de detalhes e impressionante cuidado por Bernard, que nos presentea com uma verdadeira lição de história enquanto nos entrete com suas histórias bem construidas e fieis de um dos períodos mais interessantes da história européia.
Entre arqueiros, mercenários, Reis, monges, guerreiros, cardeais, inquisidores, nobres e lindas mulheres, Bernard Cornwell leva os leitores ao desfecho de uma aventura cheia de reviravoltas pelo século XIV. Um livro que retrata de forma fiel e interessante um dos períodos mais conturbados da História Inglesa.

Você também vai gostar de...

0 comments

Deixe aqui seu comentário e, se quiser, assine nosso Feed para receber as publicações do "The Reader" em seu e-mail.